Empresa de BH divulga vaga de emprego que veta pessoas negras e gordas e gera polêmica


Empresa de BH divulga vaga de emprego que veta pessoas negras e gordas e gera polêmica

‘Achei que fosse fake news’, diz cuidadora que recebeu anuncio de vaga que vetava negras e gordas 


Incredulidade foi o primeiro sentimento que a cuidadora de idosos Eliangela Carlos Lopes, de 41 anos, teve ao ler uma mensagem que divulgava uma oportunidade de emprego que vetava negras e gordas no processo de seleção. Em conversa com a reportagem da Rádio Itatiaia, a mulher admitiu que inicialmente pensou que se tratava de uma notícia falsa e que ficou em “estado de choque”. 


“Quando eu li, achei que fosse um fake news. Eu não acreditei. Aí eu li de novo e vi que o texto tinha um fundamento mais sério. O preconceito existe todos os dias. De forma velada, ou de forma mais discreta, ou a gente faz de conta que não é com a gente para poder seguir a diante”. 


O caso teve repercussão após Eliangela registrar, no início do mês, um boletim de ocorrência para denunciar os critérios de seleção adotados pelo contratante segundo a mensagem, que veio de uma psicóloga da empresa Leveza do Afeto. A profissional da saúde diz que apenas compartilhou o anúncio enviado pela empresa Home Angels. A Polícia Civil (PC) instaurou um inquérito para investigar a denúncia. 


Empregada, Eliangela diz que sentiu alívio por não precisar da oportunidade. Contudo, admitiu preocupação com o futuro. “Em um pico de lucidez, eu entendi que eu estaria fora do mercado por ser negra. Eu cheguei a me olhar para ver se eu realmente era negra. Eu não poderia fazer parte dessa entrevista”. 


Para quem passa por situações como essa, Eliangela pede: “Coloque a boca no trombone. Divulgue. Denuncie, procure assistência e ajuda. Só assim a gente vai conseguir mudar essa sociedade que não deixa os negros sobreviverem.”


A empresa Home Angels Centro Sul, que seria a responsável pela oferta de emprego, afirma que repudia com veemência todo e qualquer ato de injúria racial ou racismo e qualquer ato discriminatório no tocante ao peso em todas as suas formas de manifestação. 


A empresa garante que inexiste qualquer requisito para contratação de seus funcionários e/ou prestadores de serviços, salvo a avaliação quanto à aptidão técnica, qualificação e experiência profissional dos candidatos às vagas existentes, e que está apurando qualquer desvio de conduta profissional de seus funcionários.


As informações são da Rádio Itatiaia