Em Pedro Leopoldo jovem é atingido por tiros, pede ajuda em salão para não morrer, mas não resiste


Em Pedro Leopoldo jovem é atingido por tiros, pede ajuda em salão para não morrer, mas não resiste

Atingido por quatro disparos de arma de fogo, um jovem de 19 anos conseguiu correr até a entrada de um salão de beleza no bairro São Geraldo, em Pedro Leopoldo, na região metropolitana de Belo Horizonte, para pedir ajuda. Apesar da funcionária ter tentado socorrê-lo, Valter Vinícius Alves Mendes não resistiu aos ferimentos e morreu na noite dessa terça-feira (18). 


Uma mulher presenciou o crime ocorrido na rua Caio Martins, ao lado de uma criança pequena. À polícia ela contou que momentos antes do jovem ser atingido pelos disparos, ele passou na porta de sua casa e pediu um copo com água.


Exatamente àquele instante, apareceu um homem vestido com roupas pretas e touca ninja e disparou quatro vezes contra o garoto. A mulher, então, se abaixou para proteger a criança. O suspeito correu em direção a uma mata após o crime e desapareceu. 


A funcionária do salão de beleza relatou aos militares que penteava os cabelos de uma cliente na garagem de sua casa, com o portão da residência aberto, quando escutou os primeiros sons de disparo.


Alguns segundos depois, percebeu o jovem de 19 anos correndo em direção à entrada do cômodo. Ele pediu ajuda a ela e implorou que ela não o deixasse morrer. Moradores da região acionaram o socorro, mas não houve tempo e o garoto caiu ao chão e morreu poucos minutos depois. 


Uma mulher compareceu à garagem onde o corpo do jovem estava e o reconheceu como sendo seu sobrinho. A perícia constatou quatro perfurações causadas por arma de fogo: uma no queixo, uma no ombro e as outras nas costas.


O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte. A mata por onde o suspeito escapou possui sistema de monitoramento, instalado por uma empresa, que pode ajudar a polícia a encontrar o criminoso.