Diretor confirma negociação avançada para saída de Otero e diz não existir oferta por Guedes

Diretor confirma negociação avançada para saída de Otero e diz não existir oferta por Guedes

O diretor de futebol do Atlético, Alexandre Gallo, convocou uma entrevista coletiva nesta terça-feira, para dar a posição do clube em relação às notícias envolvendo o meia Otero e o atacante Róger Guedes.  Sobre o venezuelano, o dirigente confirmou que há uma negociação avançada com o Al Wehda, da Arábia Saudita, que recentemente tirou o técnico Fábio Carille do Corinthians.


A oferta seria por empréstimo de um ano com opção de renovação por mais um e compra ao fim do vínculo. Mas Gallo não deu detalhes das tratativas.


“Hoje foi um dia de muitas especulações. O que tem de verdadeiro é a questão do Otero, uma negociação com o Al Wehda, da Arábia Saudita. A negociação está em andamento, ainda não foi finalizada. Existe um contato e a gente está muito tranquilo em relação a isso. Efetivamente, quando a gente tiver uma certeza, iremos passar para vocês e para a nossa torcida”, declarou.


Com a iminente saída de Otero, o Atlético já se movimenta no mercado em busca de um substituto para o camisa 11. “Também estamos em busca de uma reposição à altura de um atleta importante e bom jogador, se isso realmente acontecer”, afirmou Gallo.


“De resto, tudo é especulação. A gente quer reforçar o elenco, temos certeza que muito em breve estaremos aqui fazendo o anúncio de uma reposição caso o Otero venha firmar essa negociação que está em andamento”, completou.


Diante das negociações, o venezuelano não viaja para Recife, onde o Atlético enfrenta o Sport nesta quarta-feira, às 19h30, pelo Campeonato Brasileiro.


Otero disputou 101 jogos com a camisa alvinegra e marcou 21 gols. O venezuelano, que tem contrato com o Atlético até dezembro de 2020, foi contratado por empréstimo junto ao Huachipato, do Chile, em julho de 2016. Em abril do ano passado, os atleticanos adquiriram 50% dos direitos econômicos do meia por cerca de 1,5 milhão de dólares (aproximadamente R$ 4,6 milhões na época). A outra metade do ‘passe’ pertence aos chilenos, que acionaram o Galo na Fifa por ainda dever parte do dinheiro da negociação.


Róger Guedes


Em relação ao atacante Róger Guedes, o dirigente alvinegro afirmou que o Palmeiras garante não ter recebido proposta pelo jogador. Segundo Gallo, o diretor de futebol do clube alviverde, Alexandre Mattos, afirmou que não tem interesse em vender o jogador nesta janela de transferências.


“A especulação sobre o Róger Guedes que aconteceu por aí é uma coisa que não existe nada para nós. Conversamos com o Palmeiras, não existe nada com o Palmeiras. O Alexandre Mattos prometeu a mim e ao nosso presidente Sérgio que não tem intenção nenhuma de vender o atleta nesta janela, ele vai continuar no Atlético até o final do ano. Mesmo que algo aconteça, ainda temos a prioridade na ação final de uma possível venda. Mas como ele prometeu, é um cara de muita palavra, a gente tem quase certeza que vai contar com o atleta até o final do ano”, frisou Gallo.


Róger Guedes tem os direitos econômicos divididos entre Palmeiras (25%), que ainda detém os direitos federativos, e Criciúma (75%), clube que o revelou. No caso de venda, o Atlético ficaria com uma “taxa de vitrine”, que giraria em torno de 10%, por ainda ter contrato com o jogador até o fim deste ano.


Artilheiro do Campeonato Brasileiro com cinco gols, Róger Guedes se tornou peça importante no esquema do técnico Thiago Larghi após passar por uma fase bastante irregular que quase culminou com a sua saída do clube depois de uma má atuação na derrota para o Vasco, na estreia no Brasileirão.

Siga o Instagram do Portal Minas SEGUIR

Em Destaque