Dia sem imposto tem gasolina 42% mais barata em BH

Dia sem imposto tem gasolina 42% mais barata em BH

Drogaria Araujo vai vender medicamento genérico sem impostos na quinta


No primeiro dia do mês de junho, o consumidor vai experimentar a sensação de não pagar impostos em cerca de 41 mil produtos e serviços em 550 pontos de venda espalhados por Belo Horizonte. É que na data acontece o Dia da Liberdade de Impostos (DLI), que está em sua 11ª edição e é promovido pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH). “Neste ano, tivemos adesão recorde”, conta o vice-presidente da entidade, Marcelo de Souza e Silva.


Para ele, vários são os motivos da maior participação dos empresários do varejo de Belo Horizonte, entre eles, a consolidação do evento, que ocorre há anos, além do impacto da situação econômica e política que o país atravessa. “Estamos mais conscientes e percebemos que o gasto público é alto e o serviço oferecido para a população não tem qualidade”, disse.


Um dos pontos altos e já tradicionais preparados para o dia 1º é o da gasolina sem imposto. O valor do litro do combustível com tributos é de R$ 3,635. Nesta quinta, o consumidor terá a chance de abastecer 33,08 litros por veículo pelo preço de R$ 2,116 o litro. O valor corresponde ao desconto de 42% dos tributos diretos incidentes no produto. O posto participante é o Pica Pau, no Barro Preto, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, e a ação é limitada aos primeiros 115 automóveis e 95 motocicletas.


A Araujo vai participar do movimento. Em torno de 1.200 medicamentos genéricos terão desconto adicional de 30,5%, que é o valor da carga tributária calculados pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT). A rede vai oferecer os descontos nos dias 1º e 2 de junho nas 170 lojas de Belo Horizonte e região metropolitana. “Existem países nos quais o imposto é zero quando se trata de medicamentos, por exemplo”, ressaltou o presidente da rede, Modesto Araujo.


Confira todas as lojas participantes estão listadas no site dli.cdlbh.com.br


Só por conta


Dias para pagar. Conforme a CDL-BH, em 1986, o brasileiro trabalhava 82 dias para pagar impostos. Em 2017, a quantidade de dias trabalhados é bem maior, e chega a 153 dias.



Brasileiro já pagou R$ 900 bilhões


BRASÍLIA. O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) registrou nessa segunda-feira (29) R$ 900 bilhões em tributos acumulados pagos pelos brasileiros desde o início de 2017. O valor se refere à arrecadação de todos os impostos, taxas e contribuições que vão para a União, os Estados e os municípios.


A marca de R$ 900 bilhões chegou 14 dias antes que no ano passado. “Como a economia não está crescendo, o que impulsiona a arrecadação é o efeito da inflação, é o aumento de alguns impostos”, comenta o presidente da ACSP, Alencar Burti.

Participe da nossa enquete

Na sua opinião quem é o culpado pela dívida bilionária que quebrou o estado de Minas Gerais?
Resultados