Deputados conseguem número mínimo de assinaturas para criação da CPI do MST

Deputados conseguem número mínimo de assinaturas para criação da CPI do MST

Nesta quarta-feira (15), o requerimento encabeçado pelos deputados Tenente-Coronel Zucco, Kim Kataguiri e Ricardo Salles conseguiu o endosso de 171 colegas da Casa, atingindo o limite mínimo de assinaturas para protocolar a CPI do MST na Câmara dos Deputados.


A união dos pedidos de CPI foi realizada na terça-feira (14), após reunião da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), que apoia o pedido. Ainda falta que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP), leia o pedido para que a CPI seja criada.


A CPI do MST surgiu após o movimento invadir três fazendas produtivas da Suzano Papel e Celulose nos municípios de Teixeira de Freitas, Mucuri e Caravelas, no sul da Bahia, na virada do mês. Os três lotes foram desocupados após a Justiça determinar a reintegração de posse no início de março.


Nesta terça-feira, o MST invadiu outro terreno na Bahia, que está improdutivo, mas, segundo o proprietário, devido a imbróglios de burocracia. A criação da CPI é vista como uma importante medida no combate às invasões ilegais de propriedades privadas e pode ser um marco na proteção dos direitos dos produtores rurais.

Participe da nossa enquete

Na sua opinião quem é o culpado pela dívida bilionária que quebrou o estado de Minas Gerais?
Resultados