Dengue assola Minas Gerais com aumento alarmante de mortes e com previsão de agravamento para 2024

Dengue assola Minas Gerais com aumento alarmante de mortes e com previsão de agravamento para 2024

Minas Gerais enfrenta uma crise de saúde pública em 2023, com um aumento alarmante de casos de dengue que resultou em 239 mortes por arboviroses urbanas no estado. Os dados mais recentes do Ministério da Saúde, por meio do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan online), revelam que o Brasil bateu recorde de mortes por dengue, totalizando 1.079 óbitos até esta quarta-feira (27).


De maneira preocupante, Minas Gerais representa quase 18% desse trágico total, com 194 óbitos registrados, conforme o boletim epidemiológico da última terça-feira (26). O estado enfrenta uma situação crítica, com 404.007 casos prováveis de dengue notificados até a data mencionada.


O aumento de quase 345% em comparação com o mesmo período do ano anterior destaca a urgência de ações preventivas e estratégias eficazes de controle. As mortes confirmadas também cresceram 198%, evidenciando a gravidade da situação.


O Ministério da Saúde, diante do cenário preocupante, capacitou aproximadamente 11,7 mil profissionais de saúde ao longo de 2023 para lidar com o manejo clínico, vigilância e controle de arboviroses, reforçando a importância de ações preventivas.


Embora a vacina contra a dengue tenha sido incorporada no Sistema Único de Saúde (SUS), o fornecimento restrito de doses pelo laboratório fabricante, Takeda, impõe desafios. A vacinação inicial será direcionada a públicos e regiões prioritárias, com estratégias detalhadas previstas para as primeiras semanas de janeiro.


Alerta para 2024


O quadro epidêmico poderá se agravar ainda mais com o início do período das chuvas. Especialistas alertam que as condições climáticas favoráveis à proliferação do mosquito Aedes aegypti podem intensificar a propagação da dengue, exigindo uma resposta ainda mais urgente das autoridades de saúde.


Dicas de Prevenção


1. Elimine Locais de Reprodução: Reduza recipientes com água parada, onde o mosquito se reproduz. Verifique vasos, pneus, e outros objetos que possam acumular água.


2. Use Repelentes e Roupas Adequadas: Ao sair, utilize repelentes e roupas que cubram a maior parte do corpo, especialmente em áreas com alta incidência de casos.


3. Instale Telas Mosquiteiras: Mantenha portas e janelas protegidas por telas, evitando a entrada do mosquito.


4. Cuidado com Áreas Verdes: Adote medidas de precaução em áreas com vegetação, onde o mosquito pode se reproduzir.

Siga o Instagram do Portal Minas Seguir