Cruzeiro x Galo: Com VAR e polêmicas, Raposa vence e conquista vantagem


Cruzeiro x Galo: Com VAR e polêmicas, Raposa vence e conquista vantagem

O Cruzeiro, mantendo a força dentro do Mineirão, saiu à frente na disputa com o Atlético pelo título mineiro e inverteu a vantagem que estava nas mãos do rival. Neste domingo, no Gigante da Pampulha, a Raposa superou o Galo por 2 a 1, conquistando sua vitória de número 85 em 234 clássicos no Mineirão, e agora joga pelo empate para sagrar-se bicampeão mineiro. Todavia, o gol sofrido pelo time de Mano Menezes deixa a disputa em aberto, uma vez que o Atlético decide o segundo jogo em seus domínios. Quem roubou a cena em mais uma tarde de futebol foi o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães, muito atrapalhado em campo, e o VAR, que ausentou-se e também apareceu em lances cruciais do jogo. Prato cheio para as polêmicas que serão levantadas nos próximos dias.  


Os gols


Jogando pelo lado esquerdo do campo, justamente em cima de Guga, o Cruzeiro tinha suas melhores oportunidades. A insistência no setor, mesmo sem um Egídio tão participativo, foi premiada no fim do primeiro tempo, quando o Atlético acabou errando um lançamento para Chará e a Raposa conseguiu armar um rápido ataque pela esquerda. Marquinhos Gabriel, aos 45 min, foi o responsável pela finalização, que desviou em Leonardo Silva e matou o goleiro Victor. Quarto gol do meia-atacante pelo Cruzeiro. 


Na segunda etapa, o Atlético deu a resposta até de forma rápida, empatando o placar aos 10 min. Chará recebeu na esquerda e levantou para o arremate de Ricardo Oliveira. O primeiro gol sofrido pelo Cruzeiro no Mineirão desde o dia 27 de janeiro, quando o time de Mano Menezes empatou justamente com o Atlético, por 1 a 1, pela terceira rodada do Estadual. 


Só que cinco minutos depois, aos 15, veio mais uma martelada celeste para retomar a liderança, dessa vez com Léo. Após cobrança de escanteio, Dedé desviou de cabeça e a bola sobrou para o camisa 3 mandar para o fundo das redes. Segundo gol do defensor na temporada e o 21º com a camisa do Cruzeiro na história. 


Atuação do árbitro


O árbitro Wagner do Nascimento Magalhães teve trabalho na questão disciplinar, tanto que advertiu os atletas com amarelo por atacado (foram 15 no total), expulsou Rafinha e Adilson, e pecou na análise da regra do jogo. Os atleticanos saíram de campo reclamando de dois lances, um pênalti sobre Igor Rabello e o escanteio que originou o gol de Léo. Próximo ao fim do jogo, ele ainda recorreu ao VAR para anular um gol de Fred, que tocou a bola com a mão. A torcida celeste revoltou-se com a decisão.  


Destaque do jogo


O que mais chamou a atenção em um jogo extremamente equilibrado foi realmente a arbitragem de Wagner do Nascimento Magalhães que, com certeza, renderá muita discussão nos programas esportivos. O VAR segue no olho do furacão. 


Comportamento da torcida


O Mineirão pulsou bem ao ritmo das torcidas, que davam vida ao espetáculo. Mesmo que o confronto tenha atravessado momentos mornos, os torcedores fizeram sua parte na tentativa de motivar os jogadores em campo. Mais de 51 mil pessoas compareceram ao Gigante da Pampulha para presenciar a vitória celeste. 


Polêmicas


No fim da primeira etapa, pouco após o gol de Marquinhos Gabriel, a televisão flagrou um puxão e depois agarrão de Dedé em Igor Rabello dentro da área. Os jogadores do Atlético reclamaram com a arbitragem, mas o VAR não foi acionado. Maicon Bolt, mesmo no banco de reservas, foi amarelado. No lance do segundo gol, nova reclamação atleticana. A bola desviou em Marquinhos Gabriel e a arbitragem assinalou escanteio.. Na cobrança, Léo fez o segundo da Raposa. 


Próximo encontro 


As duas equipes voltam a campo para o segundo jogo da final no próximo sábado, dia 2o, em local ainda a ser definido. A única situação que é sabida é o horário, 16h30. Cruzeiro e Atlético não possuem confrontos no meio de semana pela Libertadores. 


As informações são do jornal O Tempo

DESAPARECIDOS MG

Rede do Bem - 17 de junho de 2019

Sua atitude pode salvar vidas. Hoje estamos trazendo mais 4 pessoas que se encontram desaparecidas em Minas Gerais neste exato momento. Caso reconheça alguma delas por favor faça contato com uma autoridade policial de sua cidade. #pessoasdesaparecidas #desaparecidosMG

Posted by Rogério Anício on Monday, June 17, 2019