Com time alternativo, Cruzeiro arranca empate contra o Vitória em Salvador pelo Brasileiro

Com time alternativo, Cruzeiro arranca empate contra o Vitória em Salvador pelo Brasileiro

O Cruzeiro foi a Salvador e arrancou um empatou diante do Vitória em jogo válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A. Com time reserva na maior parte do jogo, o Cruzeiro ficou no 1 a 1, neste domingo, no Barradão. 


O Vitória abriu o placar com Neílton, após cobrança de pênalti. O árbitro marcou falta de Murilo em Neilton dentro da área. O atacante bateu no canto direito do gol de Rafael, que caiu no canto esquerdo, inaugurando o placar no Barradão.


O gol da equipe celeste foi marcado por Manoel, aos 30 minutos do segundo tempo. Arrascaeta, que tinha acabado de entrar, cobrou falta pela esquerda. Manoel subiu sozinho na grande área e mandou para o fundo do gol de ronaldo.


Com o resultado, o Cruzeiro permanece na 8ª colocação, com 25 pontos. O Vitoria está em 14º, com 19 pontos.


O próximo compromisso da Cruzeiro será na quarta-feira (8), às 21h45, contra o Flamengo,  pelo jogo de ida das Oitavas de final da Taça Libertadores, no Rio de Janeiro. Já o Vitória visita o Grêmio no domingo (12), às 16h, na Arena do Grêmio, pelo Brasileirão.


O JOGO


Com o rodízio mantido pelo técnico Mano Menezes, o Cruzeiro, mesmo protegido com três volantes em campo, foi visivelmente superior ao Vitória na primeira etapa. O trio ofensivo formado por Mancuello, Rafael Sóbis e David deu trabalho para a defesa adversária. 


Mancuello ficou responsável por armar a equipe e fez bem sua função. Ele participou dos principais lances de perigo e assistiu Sóbis no melhor lance do primeiro tempo, aos 26 minutos quando o atacante acertou a trave em finalização de fora da área. O meia também teve a chance de marcar em falta que o goleiro Ronaldo falhou, deixando a bola nos pés de Bruno Silva, que foi bloqueado por Aderllan na sequência. 


Ronaldo, aliás, também foi um personagem importante nos 45 minutos iniciais. O goleiro cometeu suas falhas mas foi determinante para manter o placar zerado, com boas defesas, como a intervenção em falta cobrada por Sóbis no canto direito.


Acuado na primeira parte, o Vitória voltou com outra postura na etapa complementar. João Burse, auxiliar que comanda o time interinamente, abriu mão de um dos três volantes, e colocou o jovem Erick no lugar de Marcelo Meli. A alteração foi essencial para a melhora da equipe baiana, que teve três oportunidades claras de abrir o placar.


Na primeira, a mais inacreditável delas, o goleiro Rafael espalmou chute de Yago nos pés de Neilton, que dentro da pequena área chutou na trave, para a incredulidade dos torcedores localizados atrás do gol do Barradão. O goleiro cruzeirense ainda espalmou outros dois chutes perigosos de Erick e Bou. 


No entanto, Rafael nada pôde fazer quando Neilton avançou pela direita e foi derrubado por Murilo dentro da área. Na cobrança, o atacante deslocou o goleiro para abrir o placar no Barradão aos 26 minutos, colocando, àquela altura, justiça no placar. 


Insatisfeito com o que estava vendo, Mano colocou Arrascaeta, Rafinha e Raniel em campo. O time melhorou e chegou ao gol de empate quatro minutos depois. Arrascaeta cobrou falta lateral na cabeça de Manoel, que deu um desvio leve, mas suficiente para acertar o gol. 


Na parte derradeira da partida, Wallyson obrigou Rafael a fazer outra grande defesa. Depois, Manoel voltou a balançar as redes, mas o árbitro anulou o lance, apontando falta na jogada e mantendo o empate no placar. Marcação é considerada polêmica pelo time celeste.
 


Vitória 1 x 1 Cruzeiro


Vitória: Ronaldo; Jeferson, Aderllan, Ruan Renato e Bryan; Arouca e Fillipe Soutto; Yago (Lucas Fernandes), Neilton (Wallyson) e Marcelo Meli (Erick); Walter Bou. Técnico: João Burse


Cruzeiro: Rafael; Ezequiel, Manoel, Murilo e Marcelo Hermes; Romero, Ariel Cabral, Bruno Silva (Rafinha), Mancuello, Rafael Sóbis (Arrascaeta) e David (Raniel). Técnico: Mano Menezes


Motivo: 17ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A


Data: 5 de agosto de 2018, domingo, às 16h


Local: Barradão, em Salvador (BA)


Gol: Neílton (25'/2º), Manoel (30'/2º)


Cartão Amarelo: David, Bruno Silva, Marcelo Hermes, Murilo, Arrascaeta (Cruzeiro); Marcelo Meli, Arouca, Erick (Vitória)


Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)


Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Leone Carvalho Rocha (GO)


Adicionais: Breno Veira Souza (GO) e Bruno Rezende Silva (GO)


Público pagante: 7.193


Renda: R$86.183,00