Coelho vence Botafogo e mantém 100% de aproveitamento em casa

Coelho vence Botafogo e mantém 100% de aproveitamento em casa

Com gol do meia Juninho, o primeiro dele no ano, e grande atuação de Leandro Donizete, com passes perfeitos e boa marcação, o América bateu o Botafogo por 1 a 0 e manteve aproveitamento de 100% em casa no Brasileiro, nesta tarde. O time chegou à terceira vitória diante de sua torcida, no Independência, pela sexta rodada do campeonato. Com o resultado, merecido, já que teve maior domínio do jogo, o Coelho chegou aos 10 pontos, com três triunfos, duas derrotas e um empate, e aproximou-se mais do grupo de equipes que disputam ponta da tabela da competição. O Coelho agora vira a chave para a Copa do Brasil: na quarta-feira, enfrenta o Palmeiras, em São Paulo, precisando da vitória por dois gols de diferença (perdeu o primeiro confronto, em Belo Horizonte, por 2 a 1) para seguir na competição. 


Os dois times fizeram um jogo equilibrado e com boa movimentação no primeiro tempo. O Coelho teve maior posse de bola e chegou mais vezes ao ataque, embora os cariocas tenham tido chances mais claras de gol. Já nos primeiros minutos, os americanos mostraram por onde chegar à meta de Jefferson: o lado direito do campo. Com descidas frequentes de Norberto e Aderlan, o time de Enderson Moreira explorava a fragilidade de marcação do adversário naquele setor. O problema era o último passe, que não encontrava finalizador.


O Botafogo tentou se organizar e, explorando também a ala direita do setor ofensivo, com grande atuação de Luiz Fernando, criou algumas oportunidades. A principal delas foi aos 34 minutos. Em jogada individual, após receber lançamento de Rodrigo Lindoso, Luiz Fernando passou fácil pelo marcador e cruzou rasteiro na pequena área. Brenner finalizou para a defesa espetacular de João Ricardo. A bola sobrou para Renatinho, na marca do pênalti, que emendou, mas Messias se jogou na bola e impediu o gol.


No lado americano, uma boa troca de passes quase levou à abertura do placar, aos 39. Serginho tabelou com Luan, entrou na área e bateu para a defesa segura de Jefferson. No final da etapa, o América aprontou uma bagunça na área do Botafogo, só que não conseguiu concluir a gol, pecando mais uma vez na hora da finalização. Na sequência, em contragolpe, o ataque botafoguense forçou outra excelente intervenção de João Ricardo. A bola sobrou para Renatinho, que bateu para fora.


Sem o meia Zé Ricardo, que deixou o jogo contundido para a entrada de Juninho, ainda no primeiro tempo, o América voltou disposto a seguir dominando as ações na segunda etapa. Ainda concentrando o jogo no lado direito, teve boa chance logo aos 6 minutos: em cruzamento de Norberto, Luan cabeceou com perigo.   


Aos 13, foi a vez de Judivan, que fazia sua primeira partida como titular no Coelho depois de um longo período de recuperação, iniciado em 2015 - na ocasião, ainda pertencente ao Cruzeiro, ele sofreu grave lesão no joelho em jogo pela Seleção Brasileira Sub-20, diante do Uruguai. O jogador recebeu passe perfeito de Aderlan, invadiu a área e ficou cara a cara com Jefferson, mas chutou na rede pelo lado de fora. Judivan se contundiu no lance e deu lugar a Rafael Moura que, logo aos 17, dominou no lado esquerdo, levantou a cabeça e tentou cruzamento rasteiro para área, mas a defesa do Botafogo cortou.


O Botafogo ameaçou pela primeira na etapa apenas aos 23, quando o América aparentava cansaço maior no gramado. Foi com um chute para fora de Luiz Fernando. No minuto seguinte, o mesmo jogador recebeu na ponta direita e cruzou na área. Por sorte, Kieza, que acabara de entrar na vaga de Brenner, não alcançou a bola. 


Aos 32, depois de sofrer forte pressão do Botafogo, o América deu não deu o troco e inaugurou o placar, em troca de passes de dois jogadores acionados no segundo tempo. Rafael Moura recebeu de Luan e deu grande passe para Juninho, que invadiu a área e bateu de bico, no canto esquerdo de Jefferson: 1 a 0. Depois disso, o América se segurou bem na defesa, partindo para a frente apenas nos contra-ataques, e foi eficiente, não dando chance de empate ao Botafogo.


Ficha Técnica
AMÉRICA 1x0 BOTAFOGO


América: João Ricardo; Norberto, Matheus Ferraz, Messias, Giovanni; Leandro Donizete, Zé Ricardo (Juninho), Aderlan, Serginho (Ruy); Luan, Judivan (Rafael Moura). Técnico: Enderson Moreira


BOTAFOGO
Jefferson; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello, Gilson; Matheus Fernandes, Gustavo Bochecha, Rodrigo Lindoso, Renatinho (Aguirre); Luiz Fernando, Brenner (Kieza).
Técnico: Alberto Valentim


Gol: Juninho, aos 32 do 2º tempo.
Arbitragem: Rodrolpho Toski Marques, auxiliado por Bruno Boschilla e Victor Hugo Imazu dos Santos, todos do Paraná.
Cartões amarelos: Luiz Fernando, Jorel Carli, Gustavo Bochecha, Aguirre (BOT); Norberto, Juninho (AME)


Local: Independência, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro


Público: 4.689


Renda: R$ 40.629


 

Siga o Instagram do Portal Minas SEGUIR

Em Destaque