China ultrapassa 1 bilhão de doses de vacinas contra Covid aplicadas


China ultrapassa 1 bilhão de doses de vacinas contra Covid aplicadas

A China já aplicou mais de um bilhão de doses de vacinas contra a Covid-19, anunciou neste domingo (20) o Ministério da Saúde, sem especificar a porcentagem da população que recebeu uma vacinação completa.


A quantidade de doses injetadas representa mais de um terço do total mundial. Na sexta-feira, o mundo superou a marca de 2,5 bilhões de doses, segundo uma contagem da AFP com base em fontes oficiais.


Os chineses não se apressaram em se vacinar porque o vírus está quase erradicado no país há mais de um ano, graças às quarentenas obrigatórias, aos testes em massa e aos aplicativos de celular para controlar os deslocamentos.


A falta de dados disponíveis inicialmente sobre as vacinas chinesas e os escândalos de doses adulteradas na China no passado também contribuíram para desmotivar algumas pessoas.


Diante dessa situação, o governo e as empresas pediram energicamente aos moradores e funcionários para se vacinarem. Em alguns casos, as autoridades oferecem tíquetes de compra ou ovos para estimular a vacinação.


No total, 1,10 bilhão de doses já foram injetadas, informou o Ministério da Saúde.


As autoridades de saúde informaram neste domingo 23 novos casos em 24 horas, todos do exterior e que foram colocados em isolamento.


A China espera vacinar ao menos 70� sua população antes do fim do ano, o que representa cerca de 1 bilhão de pessoas.


Atualmente, quatro vacinas estão aprovadas no país, todas chinesas: uma do laboratório privado Sinovac, duas do gigante estatal Sinopharm e uma da empresa farmacêutica CanSino Biologics.


A vacina da empresa alemã BioNTech também poderia receber sinal verde nos próximos meses, graças em parte a um acordo com um sócio local.


Só foram registradas duas mortes por covid-19 em 13 meses na China. Os comércios, restaurantes e bares voltaram a abrir na primavera (boreal) de 2020 e a opinião pública está muito satisfeita com a gestão da crise por parte do governo.


prw-ehl/at/pc/mis/zm/aa