Chanceler israelense agradece apoio a Israel em ato de Bolsonaro e critica Lula

Chanceler israelense agradece apoio a Israel em ato de Bolsonaro e critica Lula

O ministro das Relações Exteriores de Israel, Israel Katz, agradeceu nesta segunda-feira (26) o apoio de brasileiros a Israel durante o ato do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no domingo (25) na Avenida Paulista, em São Paulo. A manifestação reuniu centenas de milhares de pessoas em apoio ao ex-presidente e também a Israel.


“Muito obrigado ao povo brasileiro por apoiar Israel. Nem Lula conseguirá nos separar”, disse Katz em seu perfil no X (antigo Twitter). A mensagem é acompanhada de uma foto da manifestação que mostra as bandeiras dos dois países hasteadas em meio à multidão.


A declaração de Katz é mais uma na série de críticas que ele tem feito ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) desde que o petista comparou a ação do Exército de Israel no conflito com o Hamas na Faixa de Gaza com o extermínio de judeus durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Depois disso, Katz passou a exigir um pedido formal de desculpas do brasileiro, que se tornou “persona non grata” (ou seja, que não é bem-vinda) em Israel. Em evento da Petrobras na sexta-feira (23), Lula voltou a afirmar que o governo israelense está cometendo um “genocídio” em Gaza. “Se isso não é genocídio, eu não sei o que é”, declarou.





O evento na avenida Paulista reuniu centenas de milhares de manifestantes, que lotaram a via, conforme relatado pela Polícia Militar, que estimou a presença de 750 mil pessoas e não registrou ocorrências relevantes. Desde a manhã, a região já apresentava movimentação, com pessoas vestindo verde e amarelo, além de portarem bandeiras do Brasil e de Israel em apoio ao país.




Plano 5G por R$ 57,99/mês Ver Plano