Casos de Covid-19 no mundo se aproximam de 250 milhões

Casos de Covid-19 no mundo se aproximam de 250 milhões

O mundo já se aproxima de ter 250 milhões de casos registrados de Covid-19, segundo a plataforma de monitoramento da Universidade Johns Hopkins. Ao todo, já são 249.825.817 casos de infecções até às 18h deste domingo (7). Os Estados Unidos continuam sendo o país com maior número de casos, com mais de 46 milhões, seguido por Índia que registra 34 milhões infecções e Brasil com mais de 21 milhões.


Já o número de mortes está em 5.048.445 no mundo. Neste ranking, Estados Unidos também ocupam o primeiro lugar com 754.391 óbitos, seguido pelo Brasil com mais de 608 mil.


Embora as Américas sejam o continente com maior concentração de casos e mortes, é a Europa que tem preocupado a Organização Mundial da Saúde. De acordo com a OMS, a Europa já é novamente o epicentro da pandemia, enquanto sua cobertura vacinal não avança de forma suficiente.


"Estamos em outro ponto crítico do ressurgimento da pandemia. A Europa está mais uma vez no epicentro da pandemia, onde estávamos há um ano. A diferença hoje é que sabemos mais e podemos fazer mais", disse o diretor da OMS-Europa, Hans Kluge.


Ele insistiu na necessidade de agir "proativamente" e defendeu a implementação de medidas sociais e de saúde pública, garantindo que as tendências atuais se mantiverem, meio milhão de pessoas poderiam morrer na Europa e Ásia Central até 1º de fevereiro de 2022 se não reagirmos.


Embora o aumento de casos seja generalizado em todos os grupos etários, a OMS destacou o aumento "rápido" de idosos como sendo o mais preocupante, com 75% das mortes ocorrendo em pessoas com mais de 65 anos de idade.