Brasil Enfrenta Explosão de Casos de Dengue com Números Alarmantes

Brasil Enfrenta Explosão de Casos de Dengue com Números Alarmantes

O Brasil está passando por uma escalada preocupante no número de casos prováveis de dengue, ultrapassando a marca chocante de 400 mil, de acordo com os dados mais recentes do Painel de Monitoramento das Arboviroses do Ministério da Saúde, divulgados nesta sexta-feira (9/2).


Nos primeiros cinco semanas de 2024, o país registrou um total de 408.351 casos, representando um aumento impressionante de 337% em comparação com o mesmo período do ano anterior, que contava com 93.298 casos.


Em 2023, o Brasil atingiu os 400 mil casos apenas na 11ª semana epidemiológica, entre 12 e 18 de março. A atual aceleração dos números preocupa as autoridades de saúde, que observam uma antecipação incomum nas estatísticas, com o crescimento dos casos já em janeiro.


O Painel também revela que o Brasil contabilizou 62 óbitos confirmados pela doença, um a mais do que no início de 2023, quando foram registradas 61 mortes. Além disso, 279 óbitos estão em processo de investigação, acrescentando um elemento de preocupação à situação já crítica.


A faixa etária mais atingida pela dengue abrange pacientes de 30 a 59 anos, destacando a amplitude do impacto da doença na população.


Distrito Federal, Minas Gerais, Acre, Paraná e Goiás emergem como as unidades da federação mais impactadas pela incidência da dengue. O Distrito Federal lidera a lista, registrando 1771 casos a cada 100 mil habitantes, desencadeando ações urgentes, como a aplicação da vacina em crianças de 10 e 11 anos.


Frente à grave situação, 315 municípios receberam a primeira leva do imunizante Qdenga, totalizando 712.184 doses distribuídas. Uma ação crucial diante do cenário sombrio que o país enfrenta.


O Ministério da Saúde estima que o Brasil poderá enfrentar um recorde assustador, atingindo até 4,2 milhões de casos de dengue apenas em 2024. Essa previsão histórica eleva a preocupação não apenas pelos números exorbitantes, mas também pelos desafios iminentes que esse cenário impõe ao sistema de saúde.


"A estimativa do Ministério da Saúde é que a gente chegue a 4,2 milhões de casos. Nós nunca chegamos a esse número. Por isso, a preocupação e também pela pressão que isso pode acontecer no serviço de saúde", alerta Ethel Maciel, secretária de Vigilância em Saúde.


Diante desse panorama crítico, o país busca respostas efetivas para conter a expansão desenfreada da dengue e enfrentar os desafios que se apresentam no cenário de saúde pública.

Siga o Instagram do Portal Minas Seguir