Bolsonaro tem alimentação oral suspensa e segue internado em SP



O presidente Jair Bolsonaro, que está internado em São Paulo desde o último domingo (8), teve a alimentação oral suspensa pelos médicos.

Segundo a equipe médica, o estado de saúde do presidente é bom, sem qualquer problema, exceto uma distensão do abdômen. Eles fizeram um exame de raio-x e constataram um acúmulo de gases no estômago e no intestino do presidente.

Esse quadro surgiu porque o intestino de Bolsonaro está funcionando mais lentamente. Segundo o cirurgião Antônio Macedo, isso é normal após uma cirurgia e já havia acontecido com Bolsonaro nas operações anteriores.

Para reduzir esses gases, os médicos instalaram uma sonda que vai do nariz até o estômago do presidente. Bolsonaro postou uma foto, com a sonda, nas redes sociais. A alimentação por via oral foi suspensa. O presidente está sendo nutrido por via venosa.

Ele continua fazendo caminhadas no hospital. Não há previsão de alta. Mas está mantida a possibilidade de Bolsonaro reassumir a Presidência a partir da meia-noite de sexta-feira (13), já que a interinidade do vice, general Hamilton Mourão, se encerra na quinta (12).