Bolsonaro reclama de pressão sofrida por filho por causa de indicação à embaixada



O presidente Jair Bolsonaro participou de uma cerimônia alusiva dos 200 dias à frente do governo, que serão completados amanhã. Ele comemorou o fato de que neste período não houve acusações de corrupção e voltou a criticar os antecessores. Segundo ele, em respeito às famílias, proibiu gastos públicos com assuntos e temas que não estejam de acordo com os valores conservadores. Mais cedo, questionou a pressão feita ao filho, o deputado Eduardo Bolsonaro, pela indicação à embaixada do Brasil em Washington.