Bolsonaro diz que validade de CNH será ampliada e anuncia fim dos simuladores de direção

Bolsonaro diz que validade de CNH será ampliada e anuncia fim dos simuladores de direção

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) postou nas redes sociais que o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, anunciará medidas para desburocratização e diminuição de custos com foco no trânsito. Entre as novidades, estão a ampliação da validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o fim da obrigatoriedade de aulas em simuladores de direção veicular.


A primeira medida foi promessa de campanha do capitão da reserva e prevê que a CNH tenha validade de 10 anos, e não mais cinco. Ao Valor Econômico, Freitas disse que é desnecessário submeter jovens à renovação no intervalo de cinco anos.


Sobre o uso de simuladores, o ministro afirma que ele não é importante como muitos dizem e que conhece piloto da Força Aérea Brasileira (FAB) que exerce a profissão sem ter sido submetido a tal teste. “Vamos acabar com esse troço. Isso é pra vender hardware e software, só pra aumentar custo. É lobby, é máfia”, disse. Desde janeiro de 2017 as aulas em simuladores são obrigatórias.



Desburocratização e Economia: pic.twitter.com/nfN6dHpmdd


— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 9 de fevereiro de 2019






Na publicação feita em seu Twitter, Bolsonaro ainda ressaltou que “medidas que afetam os caminhoneiros serão extintas ou revistas” e que o processo para emplacamento de veículos será simplificado. No entanto, o presidente não detalhou as mudanças que acontecerão.


O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) recebeu críticas por parte de Bolsonaro que disse: “O Contran emite cerca de 100 resoluções/ano atrapalhando a vida de quem transporta no Brasil”. Após a extinção do Ministério das Cidades, o Contran e o Departamento Nacional do Trânsito (Denatran) passaram para a pasta da Infraestrutura.