BH: Vítimas denunciam pastor por assédios e abusos

BH: Vítimas denunciam pastor por assédios e abusos
Novas vítimas denunciam supostos assédios e abusos sexuais cometidos pelo pastor de uma das principais igrejas Batista de Belo Horizonte. O RedeTV News entrevistou com exclusividade uma menina de 14 anos e outras três mulheres que afirmam que foram molestadas pelo religioso. A polícia investiga o caso.

Pela primeira vez, a jovem de 14 anos, conta como teria sido abusada pelo pastor Jerusan Batista. Foi em dezembro do ano passado, quando ela tinha 13 anos. A menina afirma que foi molestada dentro do carro de Jerusan. Após esse dia, a adolescente entrou em depressão e ainda tem as marcas de quando tentou se automutilar.

Outra vítima, de 17 anos, também disse a polícia que foi surpreendida pelo pastor dentro de casa e chegou a ser tocada nas partes íntimas. Até agora três vítimas já procuraram a delegacia para registrar boletim de ocorrência e a Polícia Civil confirmou que abriu um inquérito para investigar o caso. Três mulheres, que também frequentam a Igreja Batista Getsêmani, ainda não procuraram a polícia, mas decidiram contar, com exclusividade, os assédios sofridos durante encontros com o pastor.

Desde que as denúncias começaram, Jerusan Batista Queiroz, de 39 anos, deixou Belo Horizonte, alegando questões de segurança.

Assista ao Vídeo

Participe da nossa enquete

Na sua opinião quem é o culpado pela dívida bilionária que quebrou o estado de Minas Gerais?
Resultados