Bebê com lesões é levado em estado grave para Hospital de Januária; mãe conta duas versões e é detida

Bebê com lesões é levado em estado grave para Hospital de Januária; mãe conta duas versões e é detida

Uma mulher de 26 anos, foi conduzida à Delegacia, para prestar esclarecimentos sobre lesões em um bebê de quatro meses que chegou ao Hospital Minicipal de Januária, na manhã desta quarta-feira (16). O médico de plantão que informou à Polícia que um bebê com hematomas em estado grave de saúde, havia dado entrada no HPS. 

De acordo com a Polícia Militar, um sargento do Corpo de Bombeiros, prestou os primeiros socorros à criança, que apresentava alguns hematomas na face esquerda, tórax anterior, abdome superior e nuca. Segundo o Sargento, a equipe deslocou imediatamente para o Hospital, onde o médico de plantão emitiu um laudo com as lesões.
 
A PM conversou com o pai da criança, que disse que ficou sabendo da situação do bebê naquele momento e que não mantinha mais nenhuma relação com a mãe, porém, ele infomou que no domingo (13), ela pediu para comprar alguns medicamentos, e que contou para ele, que havia se desentendido com o atual companheiro, foi agredida, e no momento das agressões deixou a criança cair no chão, e por isso, precisava de remédios, porque a criança teve febre. 

A mulher contou a PM que o bebê havia engasgado enquanto tomava uma mamadeira de leite e que procedeu a sucção oral e nasal no intuito de acudir o filho, porém, como não conseguiu pedir ajuda de vizinho e acionaram a unidade de resgate do Corpo de Bombeiros, que conduziram para o pronto-socorro. 

Para à Polícia, sobre os hematomas, ela disse que o filho de dois anos, puxou o irmãozinho da cama e, por isso, gerou as lesões. 

Na mesma data que ela contou ao pai que tinha deixado a criança cair no momento em que discutia com o atual companheiro. Os remédios, ela contou que seria porque o bebê estava com febre há três dias e que ainda tinha levado a criança ao hospital e médico de plantão orientou ela procurar um pediatra.

Os militares realizaram boletim de ocorrência e conduziu a mulher para prestar esclarecimentos na Delegacia de Polícia Civil. Ela foi ouvida e liberada.