Barranco cede com a chuva e moradores têm que deixar suas casas em Ibirité


Barranco cede com a chuva e moradores têm que deixar suas casas em Ibirité

Três famílias precisaram sair de casas em Ibirité, na região metropolitana de Belo Horizonte, após um barranco ceder na madrugada desta sexta-feira (17). 


Os imóveis, na rua Adutora, no bairro Palmares, ficam na parte de cima do barranco e, caso a terra desça mais, pode puxar as residências. 


"Por volta das 5h, o meu vizinho do lado me chamou falando que tinha cedido, foi de uma vez. Saímos de casa e estamos até agora", contou a dona de casa Cleidiane da Silva, de 37 anos. 


Segundo ela, ao todo, dez pessoas moram na mesma área. O carro de uma das moradoras chegou a ser arrastado para o meio da rua por causa do barro. 


"O Corpo de Bombeiros veio aqui e pediu para a gente não ficar lá dentro. A Defesa Civil não apareceu, e não sabemos como vamos ficar. Não tem como dormir aqui", disse a moradora. 


Nesta manhã, um trator faz a retirada do barro da rua. Ainda não há previsão para liberação de pista.


Também em Ibirité, no bairro Vila Ideal, a parede de quarto desabou durante a chuva desta madrugada. Por pouco, uma mulher de 59 anos, que dormia no cômodo não foi atingida. 


"Minha mãe dorme lá sozinha e escutamos o barulho. Quando a gente viu, o barranco cedeu e destruiu uma das paredes", disse o desempregado André Ferreira Amaro, de 38 anos.


A família mora no local há 30 anos e, segundo ele, não aconteceram outros deslizamentos no imóvel. A mulher que estava no quarto não se feriu.