Atlético planta projeto do DNA alvinegro

Atlético planta projeto do DNA alvinegro

Éder retorna ao Galo 14 anos após sua última experiência no time


Ídolo atleticano dos anos 80, o ex-ponta-esquerda Éder Aleixo ganhou uma missão para o Atlético do futuro. Caberá a ele o trabalho de coordenação do Galo Forte, um projeto de excelência técnica para levar qualidade às categorias de base alvinegras.


O objetivo é moldar o perfil dos jovens talentos em quesitos que vão desde fundamentos à criação de uma identificação alvinegra. “Vou estar em todas as categorias, participando abertamente, dentro e fora de campo, atento a tudo, tendo liberdade com os treinadores. Esse trabalho é importante para dar mais oportunidade aos garotos, estando dentro do campo para passar experiência”, explicou Éder Aleixo.


Diretor de futebol atleticano, Alexandre Gallo trouxe a ideia de clubes europeus. “O objetivo é qualificar a parte técnica. Hoje, as categorias de base competem demais. Vamos diminuir o número de competições. Entendemos que a sub-14 e a sub-15 não trabalham da maneira correta, que é dar ênfase na questão do aspecto e do movimento técnico”, destacou Gallo.


Equipe. Éder Aleixo volta a trabalhar no clube depois de 14 anos. Entre 2002 e 2004, ele exerceu a função de gerente de futebol alvinegro. O Bomba, como era conhecido em seus tempos de jogador profissional, integra o novo time da renovada categoria de base do Atlético. Coordenada pelo também ex-jogador e ídolo Marques, Éder trabalhará ao lado de outros ex-jogadores: Valdir Benedito, que assumiu como coordenador geral de captação, tendo Neguete, Hernani e Edgar como observadores técnicos. Todos eles já estão percorrendo cidades do interior paulista, acompanhando as partidas da Copa São Paulo.


O setor está diretamente ligado ao trabalho do analista de mercado do profissional Bernardo Motta. A recém-criada equipe de base do Galo tem ainda o gerente Gustavo Cupertino, que trabalhou com Gallo na seleção brasileira, e Guilherme Souza, sub-gerente.


Indentidade


Valdir Benedito
Também conhecido como Valdir Toddynho, o ex-volante tem duas passagens pelo Galo (1992-1994 e 1999-2000). Agora, na base, é coordenador geral de captação.


Edgar
Formado no Atlético, ex-zagueiro atuou no clube entre 1995 e 2000, passou pelo América, voltou ao Galo entre 2001 e 2002 e em 2004. É observador técnico.


Hernani
Meio-campista atleticano prata da casa, ele vestiu as cores alvinegras entre 1995 e 1999. Já trabalha como um dos observadores na região metropolitana de BH.


Neguete
Ex-zagueiro, formado no Galo, jogou no clube de 1996 a 2001 e entre 2002 e 2003. Também será observador técnico e terá a função de visitar atletas emprestados.