Após quase uma semana desaparecidas, adolescentes moradoras de Ibirité são encontradas em Belo Horizonte


Após quase uma semana desaparecidas, adolescentes moradoras de Ibirité são encontradas em Belo Horizonte

Duas adolescentes que estavam desaparecidas há seis dias foram encontradas nesta segunda-feira em uma casa no bairro Belmonte, na região Nordeste de Belo Horizonte. Elas estão bem e, segundo a Polícia Civil, foram ao local por vontade própria.


Esther Vitória Soares de Cristo e Ana Clara Passos Porto da Fonseca, ambas de 14 anos, moram no bairro Durval de Barros, em Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, são amigas e estudam juntas. Na terça-feira (14) elas foram à aula, mas não voltaram para casa.


Segundo o delegado Guilherme Sabac, da 4ª Delegacia da Polícia Civil de Contagem, também na Grande BH, as meninas foram achadas sozinhas e poderiam ter feito contato com as próprias famílias ou saído da casa em que foram achadas, se quisessem.


“Voluntariamente, elas escolheram ir com essas pessoas com quem mantiveram contato via redes sociais. Elas afirmam que tudo foi feito de forma consensual”, relatou o delegado.


A polícia chegou à residência após buscar informações nas redes sociais e com as famílias das vítimas. A pessoa com quem elas estavam as teriam buscado em Contagem. As investigações continuam para saber se as meninas foram ameaçadas.


Na sexta-feira (17), o pai de Ana, Washington Porto, disse à Rádio Itatiaia que cerca uma semana antes viu uma conversa da filha com um rapaz mais velho. “Eu fui atrás desse rapaz. Ele falou que parece que ela estava gostando dele, mas ele não ia ficar com ela porque ela é nova, e comentou comigo que essa colega tinha pedido ele para levar ela para fugir”, contou.