Absurdo: Cantora cobra alto valor em show que seria para ajudar RS

Absurdo: Cantora cobra alto valor em show que seria para ajudar RS

Luísa Sonza gerou controvérsia ao divulgar os preços dos ingressos para o Festival Salve o Sul, destinado a auxiliar as vítimas do desastre climático e ambiental no Rio Grande do Sul. A cantora, conhecida pelo sucesso “Modo Turbo”, foi duramente criticada por cobrar valores considerados elevados para um evento beneficente.


O festival, programado para ocorrer no Allianz Parque, em São Paulo, e com mais de 15 artistas em sua programação, oferece ingressos com preços que variam até R$ 500. Os valores para a "Pista Comum" são de R$ 300, enquanto na "Cadeira Inferior" o ingresso sobe para R$ 400. A categoria mais cara é a "Pista Premium", com ingressos a R$ 500, enquanto a opção mais acessível é na "Cadeira Superior", com valor de R$ 180.


Nas redes sociais, o público expressou descontentamento com os preços dos ingressos, esperando que a entrada fosse mediante doações de alimentos ou roupas, ou até mesmo gratuita. No entanto, houve quem defendesse os valores, argumentando que se trata de um festival cuja arrecadação é destinada a ajudar as vítimas, e que não deveria haver expectativa de benefícios pessoais para os participantes.


O evento, apesar da polêmica em torno dos preços dos ingressos, continua atraindo atenção e levanta discussões sobre a forma como a solidariedade pode ser expressa e vivenciada em eventos dessa natureza.

Siga o Instagram do Portal Minas SEGUIR

Em Destaque