32 brasileiros repatriados da Cisjordânia chegam ao Brasil em segurança

32 brasileiros repatriados da Cisjordânia chegam ao Brasil em segurança

Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) pousou na Base Aérea de Brasília na manhã desta quinta-feira (2/11), trazendo 32 brasileiros repatriados da Cisjordânia. O grupo é composto por 12 homens, 9 mulheres - entre eles, seis são idosos - e 11 crianças.


Os passageiros desembarcaram no terminal de passageiros da base aérea e foram recebidos por representantes do Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty). Em seguida, eles seguiram para suas cidades de origem, distribuídos em voos comerciais.


A repatriação dos brasileiros da Cisjordânia faz parte da Operação Voltando em Paz, lançada pelo governo federal em resposta ao conflito entre Israel e o grupo fundamentalista Hamas. A operação já resgatou mais de 1,4 mil brasileiros de zonas de conflito no mundo.


Logística da repatriação


Os brasileiros que viviam na Cisjordânia foram conduzidos até a fronteira com a Jordânia em três veículos alugados pela diplomacia brasileira. Os veículos foram identificados com a bandeira do Brasil para evitar bombardeios.


Em Jericó, na Jordânia, os brasileiros fizeram os trâmites migratórios. Em seguida, embarcaram em um ônibus fretado pelo governo brasileiro para seguir até Amã, capital da Jordânia.


O voo de Amã para Brasília durou cerca de 12 horas.


Repatriação dos brasileiros de Gaza


O Itamaraty ainda tenta negociar a retirada de um grupo de cerca de 30 brasileiros sitiados na Faixa de Gaza. Nessa quarta-feira (1º/11), a fronteira com o Egito foi aberta pela primeira vez desde o início do conflito para a saída de palestinos feridos e de um grupo de cerca de 450 estrangeiros.


Nesta primeira lista, saíram cidadãos da Austrália, Áustria, Bulgária, Finlândia, Indonésia, Jordânia, Japão, República Tcheca, profissionais da Cruz Vermelha e de ONGs. Os brasileiros ainda aguardam autorização para sair do local.


Reações


A chegada dos brasileiros à Brasília foi comemorada por familiares e amigos. Em entrevista à imprensa, alguns dos repatriados expressaram alívio e gratidão pelo resgate.


"Estou muito feliz em estar de volta ao Brasil. Foi uma experiência muito difícil, mas estou muito grato pelo apoio do governo brasileiro", disse um dos passageiros.


Outra passageira afirmou que estava "muito preocupada" com a situação na Cisjordânia. "Estou aliviada por estar de volta ao Brasil, com a minha família", disse.


O embaixador do Brasil na Cisjordânia, Alessandro Candeas, também comemorou a chegada dos brasileiros. "Estamos muito felizes em poder repatriar esses brasileiros. Foi uma operação complexa, mas conseguimos êxito", disse.


O ministro das Relações Exteriores, Carlos França, também se manifestou sobre a chegada dos brasileiros. "Estamos muito satisfeitos em poder repatriar esses brasileiros. É uma demonstração do nosso compromisso com a segurança dos nossos cidadãos", disse.


Siga o Instagram do Portal Minas SEGUIR