PM percorre 15 km em mata fechada para prender suspeitos de homicídio em Jequitaí, MG

PM percorre 15 km em mata fechada para prender suspeitos de homicídio em Jequitaí, MG
Foto Divulgação: Polícia Militar

Fábio Júnior Alves Fonseca, 18 anos, e Euller Anderson Duarte Fonseca de 20, foram presos nesta segunda-feira (12), suspeitos de matar um homem no dia 10, em Jequitaí, Norte de Minas. 


De acordo com a Polícia Militar, os crimes ocorreram por causa de guerra do tráfico entre gangues rivais de Montes Claros e da Cidade. 


A vítima, que foi alvo da dupla, pertencia a uma facção de Montes Claros e foi morta a tiros pelos suspeitos. 


No domingo, o grupo de Montes Claros vingou a morte do parceiro matando dois em Jequitaí. 


A PM recebeu denúncias anônimas e foi até o local. 


Os militares percorreram a pé, cerca de 15 quilômetros, em mata fechada até onde os acusados estavam escondidos. 


Segundo o Cabo Pablo Thayrone, quando os militares chegaram ao local Euller estava com uma espingarda, jogando-a no chão e partiu para cima dos militares agredindo um deles. Houve luta corporal. 


Foram apreendidas uma espingarda cartucheira calibre .28, uma escopeta calibre .20, uma espingarda artesanal e um revólver calibre .32, que estava enterrado no quintal da casa de Fábio Júnior. 


Os homens foram presos e entregues na Delegacia de Polícia de Pirapora junto com as armas apreendidas.


A PM informou ainda que os presos também são apontados como suspeito de outro homicídio em Janeiro.