Deputados estaduais fazem barganha com cargos em troca de apoio político no interior

Deputados estaduais fazem barganha com cargos em troca de apoio político no interior

Na busca por votos, os deputados Thiago Cota (MDB) e Gustavo Valadares (PSDB) vão pagar com dinheiro público lideranças políticas do interior.


Uma prática corriqueira na Assembléia de Minas começa a ficar mais acentuada neste período pré-eleitoral. Estamos falando da barganha de cargos de assessoria de deputados em troca de apoio político nos municípios. Nesta semana mais dois parlamentares mineiros nomearam lideranças do interior.


O deputado estadual Thiago Cota (MDB) nomeou, em seu gabinete na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), a esposa do prefeito de Carangola, Paulo Pettersen (MDB).


Segundo a assessoria de imprensa do parlamentar, Rita de Cássia Pettersen atuará como assessora parlamentar de Cota na região da Zona da Mata. A primeira-dama de Carangola terá um salário de R$ 4.313,44. “Ela será uma das responsáveis pelo desenvolvimento dos nossos projetos voltados para área social. Ela tem qualificação técnica para desempenhar as funções do cargo, sendo a ponte entre nosso gabinete e a Zona da Mata”, diz trecho da nota.


Quem também ganhou um cargo na Casa é o ex-prefeito de Bocaiuva Ricardo Afonso Veloso (PSDB). Ele foi lotado no gabinete do deputado Gustavo Valadares (PSDB).