Chefe do Detran-MG já teve a carteira de motorista suspensa antes

Chefe do Detran-MG já teve a carteira de motorista suspensa antes

O diretor do Departamento Estadual de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) César Augusto Monteiro Alves Júnior


O diretor do Departamento Estadual de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) César Augusto Monteiro Alves Júnior, envolvido em uma polêmica por ter, atualmente, infrações que somam 120 pontos na carteira, já teve a carteira de motorista suspensa por 60 dias em 2012, ao acumular 50 pontos. 


De acordo com o veículo, ele teria cometido onze infrações entre 2010 e 2011, dez por excesso de velocidade e uma por circular em calçada. Ele teria sido submetido a um curso de reciclagem.


O governo de Minas teve fazer  uma reunião nesta segunda-feira (8) com a Polícia Civil para tratar do caso.


Neste domingo (7), Monteiro disse,em nota, que, embora não tenha sido o condutor dos veículos,  se responsabilizará pelas infrações, fará o curso de reciclagem e entregará a CNH para ser apreendida - anteriormente, ele disse que entraria com recurso contra as infrações, alegando não ter sido notificado.


No texto veiculado neste domingo, ele afirmou: "Quanto a dois processos administrativos a que fui submetido no passado, informo que, também apenas na condição de proprietário dos veículos, cumpri integralmente a punição aplicada de sessenta dias de suspensão do direito de dirigir, fato ocorrido há cerca de seis anos (...) Esclareço que em Minas Gerais a Lei é para todos e o exercício do cargo não isenta qualquer cidadão de suas obrigações legais que, como dito, sempre cumpri arcando com as consequências de eventual responsabilidade que for apurada".


Curta a página do Portal Minas no Facebook